VIDA PLENA AO POVO BRASILEIRO!

Sejamos parte ativa na reabilitação e apoio das sociedades feridas

(Fratelli Tutti, nº 77, Papa Francisco)

A vida é sagrada. Lutar pela vida das pessoas nos distingue enquanto humanidade. Foi e continua sendo desumano não mobilizar todos os esforços e recursos para que as pessoas não morram pela COVID-19. As mortes pela pandemia, mais de meio milhão de pessoas, poderiam ter sido evitadas por meio de uma ação governamental exemplar e transparente, unificada nacionalmente e orientada pela ciência. O governo federal falhou no enfrentamento da pandemia e tem provocado grande sofrimento para as famílias brasileiras.

Todos os dias morre um número de pessoas igual ou superior a desastres, guerras e atos terroristas que abalaram o mundo. Não podemos naturalizar esses números. Eles significam pessoas, famílias, homens, mulheres, idosos e crianças que deixaram de viver por conta de artimanhas políticas de grupos vis e desumanos.

A Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado tem mostrado como o governo federal vem agindo criminosamente em relação à pandemia. Agentes públicos investem em medicamentos ineficazes no combate ao coronavírus, atrasam a compra das vacinas, não unificam o país com campanhas de informação sobre os melhores procedimentos para conter a contaminação, como o uso de máscaras e o distanciamento social e, por fim, transformam a compra das vacinas em um escândalo de corrupção.

O governo federal faz propaganda que o país está crescendo e saindo da crise econômica, mas o que verificamos na realidade é a volta da inflação, que consome os salários, e o alto nível de desemprego, que deixa um grande número de famílias sem perspectivas de vida.

O povo deve ser soberano na busca de solução para essa forte crise. Somente a democracia e a participação por meio das instituições constitucionalmente estabelecidas nos levarão à superação dessa difícil situação. Nesse sentido, é um desserviço à nação qualquer ameaça ao regime democrático brasileiro contida em pronunciamentos que mencionam a não realização de eleições e intervenções militares inconstitucionais.

Não podemos deixar que o Brasil siga esse caminho. É hora do basta a esse governo federal que promove a morte. É hora de recompor a sociedade e retomar o caminho da democracia, do diálogo e do resgate social que a Constituição de 1988 apontou em seu nascedouro.

União, coragem e determinação. Participemos das manifestações populares, de forma segura, solidária e pacífica. É o que se exige no momento.

Brasília, 22 de julho de 2021.

 

CBJP – Comissão Brasileira Justiça e Paz

Manifesto #RespiraBrasil

MST - Movimento Nacional de Trabalhadores e Trabalhadoras Sem Terra

MNFP - Movimento Nacional Fé e Política

6ª SSB - Semana Social Brasileira

CRJP/MS - Comissão Regional de Justiça e Paz - Mato Grosso do Sul

CPP - Conselho Pastoral dos Pescadores

PO - Pastoral Operária Nacional

CPDH - Comissão de Promoção da Dignidade Humana da Arq. Vitória/ES

CJP-DF - Comissão Justiça e Paz de Brasília

CPT – Comissão Pastoral da Terra

Pastoral Carcerária Nacional

CJP-AOR – Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Olinda e Recife

Pastoral de Fé e Política - Arquidiocese de São Paulo

PPL - Pastoral Popular Luterana

Associação Nacional Vida e Justiça em Apoio e Defesa dos Direitos das Vítimas da Covid-19

ACAT Brasil - Ação dos Cristãos pela Abolição da Tortura

Comissão Pastoral da Terra do Estado de São Paulo

Cáritas Diocesana de Caicó

CAJP - Comissão Arquidiocesana de Justiça e Paz de Belo Horizonte

Pastoral de Fé e Política - Região Lapa/SP

Escola Diocesana de Fé e Política Zilda Arns - Diocese de Caicó

Pastoral de Fé e Política - Região Belém

Coletivo Mulheres Camponesas e Urbanas de MT

Escola de Fé e Política Waldemar Rossi

Comissão Diocesana para a Ação Social e Transformadora - Diocese de Caicó

Articulação Grito dos Excluídos e Excluídas de MT

Pastoral de Fé e Política - Regional Sul 1

Fórum de Direitos Humanos e da Terra de MT

MPA - Movimento dos Pequenos Agricultores

CNLB - Conselho Nacional do Laicato

Ouvidoria Geral Externa da Defensoria Pública do Estado de Rondônia

Paz e Esperança Brasil

Conselho de Leigos e Leigas da Arquidiocese de Manaus

Rede Apoio Covid - SP

Movimento Popular Lírio do Vale

Pastoral Fé e Política do Regional Sul1 da CNBB

CNLB Leste 1/ Obra Kolping

Pastoral da Mulher Marginalizada

CNLB Regional Leste 1 - RJ

Escola de Fé e Cidadania

Comitê Lula Livre - Santa Catarina

Núcleo de Estudos Sociopolíticos da PUC Minas

FMCJS - Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Socioambiental

Pastoral Carcerária do Regional Oeste 1

Núcleo de Evangélicas e Evangélicos - Florianópolis/SC

Comunidades Eclesiais de Base- Regional Oeste 1 - MS

Pastoral do Turismo no Brasil

Centro Franciscano de Defesa dos Direitos

Rede EDUCAFRO Minas

Serviço Franciscano de Justiça, Paz e Integridade da Criação

Escola Arquidiocesana de Fé e Política Pe. Antônio Henrique - Olinda e Recife.

Centro Santo Dias de Direitos Humanos da Arquidiocese de SP

Pastoral Paroquial – Manaus/AM

Pastoral da Educação do Regional Sul1

Pastoral da Educação – Ribeirão Preto/SP

Centro da Mulher Imigrante e Refugiada

Centro de Direitos Humanos Dom Máximo Biennes - MT

Escola de Fé e Política – Natal/RN

Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Oswaldo Cruz (ASFOC SN)

Comissão Justiça e Paz CJP Arquidiocese de Londrina

CLASP - Conselho de Leigos da Arquidiocese de São Paulo

INESC - Instituto de Estudos Socioeconômicos

CESEEP - Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular

CCAV - Casa de Cultura Arte & Vida

Marcha Mundial por Justiça Climática / Marcha Mundial do Clima

Pastoral Fé e Política da Diocese de Campo Limpo

Associação de Apoio aos Direitos do Alto Tietê e Cidades Adjacentes

MNCCD - Movimento Nacional Contra Corrupção e pela Democracia

Pastoral da Saúde Nacional-CNBB

Ilê Ase Obaluaiye ati Iya Omi

Secretariado para o 15º Intereclesial das CEBs do Brasil