A Igreja Católica e suas instituições de Ensino Superior

[featured_image]
Download
Download is available until [expire_date]
  • Version
  • Download 151
  • Tamanho do Arquivo 411.06 KB
  • File Count 1
  • Data de Criação 6 de março de 2020
  • Ultima Atualização 6 de março de 2020

A Igreja Católica e suas instituições de Ensino Superior

Dentro da vasta bibliografia existente sobre o ensino universitário brasileiro, a discussão sobre o papel das instituições religiosas não tem recebido atenção proporcional ao espaço que elas ocupam no universo das instituições particulares de ensino, tal como demonstrado por Clarissa Neves (2002), que, em seu texto, aponta para a concentração de atenção nos dilemas do sistema público de ensino. Dentre os poucos estudos a respeito da parcela de Ensino Superior administrada pela iniciativa privada, destaca-se o de Michelangelo Trigueiro (2000), que salienta o grau de ingerência das mantenedoras nas áreas de pesquisa e ensino dessas universidades. Decisões fundamentais no funcionamento de uma universidade, entre as quais estariam os tipos de curso a serem abertos, a grade curricular e o tipo de professor a ser contratado, ficam a cargo dos administradores das instituições de Ensino Superior (IES).

Este artigo visa apresentar um mapa das instituições de ensino superior dotadas, vinculadas com alguma denominação cristã, com o objetivo de fornecer subsídios para uma discussão sobre a laicidade a partir de um ramo importante do sistema educacional brasileiro, dado que ele concentra boa parte dos esforços das instituições religiosas, ao mesmo tempo em que é responsável pela formação profissional e pela pesquisa em seu nível mais avançado. Acredita-se que a situação das IES confessionais, as quais vivem entre as expectativas traçadas por uma burocracia religiosa – tais como angariar fundos para a manutenção da igreja ou produzir conhecimento em temas de seu interesse – e as exigências dos órgãos de controle de ensino e pesquisa universitários, revela o perfil do investimento realizado através de dados como: o tipo de curso privilegiado ou as áreas de conhecimento com maior número de ofertas. Além disso, será possível estabelecer parâmetros de classificação que permitam descrever uma topografia dessas instituições, tanto no sentido literal (onde estão e com que perfil) quanto no sentido bourdieusiano do espaço que seus administradores ocupam no campo universitário brasileiro. O fato de a maioria das instituições analisadas possuir exclusivamente cursos de graduação – e de Pedagogia e licenciatura em quase todas elas – permite à pesquisa afirmar que ocupam uma posição dominada em termos de inovação científica e, ao mesmo tempo, dominante na divulgação do conhecimento existente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.