Cruzadas pela paz: práticas religiosas e projetos seculares relacionados à questão da violência no Rio de Janeiro

[featured_image]
Download
Download is available until [expire_date]
  • Version
  • Download 106
  • Tamanho do Arquivo 135.28 KB
  • File Count 1
  • Data de Criação 6 de março de 2020
  • Ultima Atualização 6 de março de 2020

Cruzadas pela paz: práticas religiosas e projetos seculares relacionados à questão da violência no Rio de Janeiro

A reconfiguração do espaço público com a crescente participação religiosa trouxe de volta à discussão acadêmica a temática da secularização e o caráter religioso ou/e secular do estado e da sociedade brasileiros. A validade e os limites do emprego desse conceito ganharam mais relevância nos últimos tempos também nos fóruns internacionais por motivos próximos aos que se apresentam atualmente no Brasil, a saber, novas formas de presença religiosa e o entrelaçamento cada vez mais intenso e visível desta com causas relacionadas à política, ao pluralismo religioso e a emergência de demandas identitárias.

No caso do Brasil, as perguntas e questionamentos mais recentes estiveram associados à perplexidade que se seguiu à perda progressiva da hegemonia católica e ao advento das novas igrejas pentecostais. O caráter co-extensivo do catolicismo à nação, a temática do pluralismo religioso, da tolerância e também das relações entre religião e estado se impuseram em novos termos e provocaram muitos questionamentos, a partir, sobretudo, dos anos 90. Os debates antropológicos direcionados aos estudos sobre o pentecostalismo e suas manifestações políticas, midiáticas e rituais, viram-se assim interpelados pela temática que, originalmente, concernia basicamente os sociólogos, para quem o conceito de modernidade associado à secularização foi conceitualmente instituído como um pilar fundador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.