Mandonismo e Sadismo durante a pandemia no Brasil: analisando a gestão de Bolsonaro à luz da obra de Gilberto Freyre

[featured_image]
Download
Download is available until [expire_date]
  • Version
  • Download 26
  • Tamanho do Arquivo 2.15 MB
  • File Count 1
  • Data de Criação 5 de maio de 2021
  • Ultima Atualização 5 de maio de 2021

Mandonismo e Sadismo durante a pandemia no Brasil: analisando a gestão de Bolsonaro à luz da obra de Gilberto Freyre

Christina Vital da Cunha
* Professora Associada do Departamento de Sociologia. Programa de Pós-
Graduação em Sociologia Universidade Federal Fluminense. Colaboradora no
Instituto de Estudos Religiosos (ISER).
 
 
 
O objetivo neste texto é discutir como o mandonismo, uma característica identificada na sociedade brasileira do século XIX por Gilberto Freyre em Casa Grande & Senzala (1933), serve à leitura de comportamentos políticos em plena epidemia de Covid-19 em 2020 no Brasil. Este mandonismo, em sua forma sádica, saltou aos nossos olhos como um comportamento travestido ora como modelo militar de gestão de Jair Bolsonaro durante a pandemia, ora como fruto de seu (suposto) estilo “sinceração” e direto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.