Os “combatentes da paz” – a participação dos comunistas brasileiros na Campanha Pela Proibição das Armas Atômicas (1950)

[featured_image]
Download
Download is available until [expire_date]
  • Version
  • Download 137
  • Tamanho do Arquivo 214.98 KB
  • File Count 1
  • Data de Criação 6 de março de 2020
  • Ultima Atualização 6 de março de 2020

Os "combatentes da paz" - a participação dos comunistas brasileiros na Campanha Pela Proibição das Armas Atômicas (1950)

No início da década de 1950, militantes comunistas de várias partes do mundo, do Brasil inclusive, lançaram-se numa campanha com um objetivo: salvaguardar a paz mundial. É bem provável que isso cause alguma estranheza ao leitor destas páginas. No Brasil, o Partido Comunista (PCB), não se pode esquecer, fora criado em março de 1922 com o objetivo de fazer a revolução. Desde a sua fundação, formulou uma série de políticas - em períodos que acreditava serem mais oportunos para suas ações revolucionárias - voltadas para a tomada do poder por diversas vias, incluindo a das armas. O objetivo dos fundadores do PCB era claro: conquistar o poder político por intermédio do proletariado e transformar a sociedade capitalista em comunista (Pereira, 1980). No entanto, a partir do fim da Segunda Guerra Mundial e, sobretudo, do início da Guerra Fria, os comunistas brasileiros passaram a desenvolver diversas campanhas em favor da paz, articulando sua política revolucionária - luta armada para a derrubada do governo - a uma política de luta pela paz no âmbito internacional.

O objetivo deste artigo é reconstituir a Campanha pela Proibição das Armas Atômicas adotada pelo PCB no início da década de 1950 e mostrar como os comunistas brasileiros a desenvolveram. Através de imagens, crenças e idéias, tenta-se apresentar os principais fatores que sustentaram tal campanha. O artigo preocupa-se também em mostrar que, a partir do pós-guerra, a União Soviética procurou veicular no imaginário social a imagem de um país amante da paz e defensor dos povos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.