Notas Públicas

    Neste 13 de maio, Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo, a Coalizão Negra Por Direitos convoca manifestações em todo o país para exigir justiça para as vítimas do massacre na Favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, e de todas as operações policiais que resultaram nas mortes nas favelas e comunidades do Brasil.

    “NEM BALA, NEM FOME, NEM COVID. O POVO NEGRO QUER VIVER!”. A reivindicação por Auxílio Emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia, o direito da população negra à vacina contra o coronavírus pelo SUS e o Fora Bolsonaro compõem as reivindicações que estão descritas em manifesto divulgado pelo movimento:

    LEIA AQUI O MANIFESTO DA COALIZÃO NEGRA SOBRE JACARÉZINHO-RJ E PELO FIM DO GENOCÍDIO DO POVO NEGRO

    Os atos do “13 de maio de lutas” são realizados por organizações que compõem a Coalizão Negra Por Direitos e entidades parceiras. Devem ocorrer manifestações em todos os estados, mais Distrito Federal. As ações levarão às ruas pautas do movimento negro contra a violência do Estado e o genocídio negro. As organizações dos protestos orientam quem for participar para comparecer de máscaras, higienizar as mãos com álcool gel constantemente e manter, o quanto possível, o distanciamento social seguro.

    Nas redes sociais, fortaleça, utilizando as hashtags:

    #ChacinadoJacarezinho
    #CoalizãoNegraPorDireitos
    #ForaBolsonaroGenocida
    #13DeMaioNasRuas

    Confira a programação dos atos pelo país*:

    º Rio de Janeiro – Candelária, Centro
    Concentração: 17h

    º Acre – Esquina da Alegria, Rio Branco 
    Concentração: 7h

    º Ceará –  Estátua de Iracema, Fortaleza
    Concentração: 10h

    º Bahia – Praça da Piedade, Salvador 
    Concentração: 11h

    º Santos (SP) – Praça José Bonifácio
    Concentração: 12h

    º Goiás – Av. Anhanguera, 7364, Setor Aeroviário, em frente à Secretaria da Segurança Pública de Goiânia
    Concentração: 13h

    º Piauí – Praça da Liberdade, Teresina 
    Concentração: 15h

    º Alagoas – Praça Marechal Deodoro, Centro, Maceió 
    Concentração: 15h

    º Rio de Janeiro – Praça Veríssimo de Melo, Macaé
    Concentração: 15h

    º Rio de Janeiro – Av. Ernani do Amaral Peixoto, 577Niterói – Em frente ao Fórum de Justiça e 76º Delegacia de Polícia
    Concentração: 15h

    º Paraíba – Lagoa, João Pessoa 
    Concentração: 15h

    º Amazonas – Praça da Polícia, Centro, Manaus
    Concentração: 16h (17h no horário de Brasília)

    º Amapá – Fortaleza de São José de Macapá, Macapá
    Concentração: 16h

    º Rio Grande do Norte – Shopping Midway Mall, Natal
    Concentração:16h

    º São Paulo – Av. Paulista – Vão livre do MASP 
    Concentração: 17h

    º São Paulo – Praça Dom Pedro IIBauru – Em Frente à Câmara Municipal
    Concentração: 17h

    º São Paulo – Praça do Pimenta de Cheiro – Ilha Bela
    Concentração: 17h

    º Minas Gerais – Praça Afonso Arinos – Belo Horizonte
    Concentração: 17h

    º Rio Grande do Sul – Esquina Democrática, Porto Alegre
    Concentração:17h

    º Espírito Santo – Praça Costa Pereira – Centro, Vitória
    Concentração: 17h

    º Maranhão – Praça Dom Pedro II, em frente ao Tribunal de Justiça, São Luís
    Concentração: 17h

    º Rio de Janeiro – Praça Dom Pedro, Petrópoles
    Concentração: 17h

    º Rio de Janeiro – Praça do Porto, Angra dos Reis
    Concentração: 17h

    º Pernambuco – Praça do Derby, Recife
    Concentração: 17h

    º Sergipe – Rua Abolição, Aracaju
    Concentração: 17h

    º Distrito Federal – Praça dos Três Poderes, em frente ao STFBrasília
    Concentração: 17h

    º Pará – Praça da República, Belém 
    Concentração: 18h

    º Mato Grosso – Praça da Mandioca, Cuiabá
    Concentração: 18h

    Atos internacionais:

    º USA – Union Square, New York
    Concentração: 11:30 am.

    º London – Brazilian Embassy
    Concentração: 15th May at 12 am

    *Programação sujeita a atualização e alterações.

     

    fonte: https://coalizaonegrapordireitos.org.br/2021/05/11/coalizao-negra-convoca-13-de-maio-manifestacoes-pelo-fim-genocidio-negro/

    Em Português: Alvos do Genocídio

    English version:

     


    Coalizão Negra por Direitos lança campanha de crowdfunding “Tem Gente com Fome”

     

    Iniciativa em parceria com diversos movimentos sociais tem como meta doar cestas básicas para mais de 200 mil famílias no momento mais crítico da pandemia.

    Lançada nesta terça-feira (16), a iniciativa “Tem Gente com Fome” pretende doar cestas básicas para mais de 220 mil famílias em todo o Brasil. Para alcançar esta marca, os organizadores estimam arrecadar R$ 133 milhões em doações diretas (crowdfunding) pelo site do projeto.  A campanha recebeu o apoio de importantes movimentos sociais e organizações da sociedade civil como Anistia Internacional, Oxfam, Instituto Ethos, 342 Artes e Ação Brasileira de Combate às Desigualdades. O vídeo oficial de lançamento traz a participação de diversos nomes como Ailton Krenak, Emicida, Camila Pitanga, Djamila Ribeiro, Zezé Motta, entre outros:

    Para Douglas Belchior, fundador da Coalizão Negra por Direitos, o movimento é urgente e exige “mobilização imediata, porque o povo está morrendo de fome”: 

    “Um país que nega ajuda, nega auxílio emergencial decente; um país de 280 mil mortos que se recusa a vacinar seu povo; desemprego acelerado e 15 milhões de pessoas com fome. Enfim, o povo desse país é obrigado a se organizar, já que o governo nos nega auxílio.”

    As doações pelo site  partem de R$ 10 e chegam a R$ 5 mil. Além disso, há a possibilidade de doar alimentos em pontos de coleta instalados pelas entidades, que ainda serão divulgados.

    Belchior explica que a iniciativa surgiu instantaneamente após o fim do auxílio emergencial. “A fome se espalhou pelo país, e os governos não se mobilizam, em nenhuma esfera. Não gostaríamos de fazer essa campanha, não é desejo de nenhum movimento social que sejam necessários esforços para comprar comida para que pessoas não passem fome, mas o Estado não garante dignidade em vida para as pessoas, então tivemos que agir.” As famílias beneficiadas serão cadastradas por movimentos parceiros da campanha nos estados. De acordo com a organização, cada cesta básica custará em torno de R$ 200. 

    O nome da campanha é inspirado em um poema do poeta recifense Solano Trindade. No vídeo, Raquel Trindade, filha do artista, interpreta a obra: